Custo de delivery: como reduzir gastos e aumentar a produtividade

with Nenhum comentário

O controle de custo de delivery, água, luz, ingredientes e matéria-prima impactam diretamente na margem de lucro dos restaurantes no atual cenário econômico. Reduzir esses gastos são desafios que, muitas vezes, estimulam a busca por ferramentas alternativas. Se antes era possível arcar com pequenas perdas durante o processo, hoje, evitar o desperdício pode ser uma grande sacada para o sucesso. Para manter a balança equilibrada, muitas vezes, a primeira ação das empresas é realizar o corte de pessoas. Antes de tomar essa decisão, contudo, há várias outras ações que podem ser adotadas e que vão afetar diretamente no seu negócio, aumentando assim sua produtividade. E o melhor: com pouco – ou nenhum – custo!  Se não estão fazendo algumas das ações apresentadas abaixo, vocês podem estar perdendo dinheiro.

 

custo de delivery motoboi
                   Os quatro pontos primordiais do custo de delivery

Nas Compras

1.Para evitar excessos nas compras, faça um planejamento cuidadoso. Para isso, vale a pena já ter definido o seu cardápio, a média de refeições servidas e a ficha técnica de preparação de cada produto.

2. Evite compras excessivas de alimentos perecíveis e não perecíveis. Lembre-se: o estoque é dinheiro parado, que poderia estar sendo usado de maneira mais adequada.

3. Faça uma planilha para controlar os produtos existentes no estoque. O controle de saídas pode ser feito manualmente e, depois, inserido na planilha. Mantenha-o atualizado e confira semanalmente a validade dos produtos.

 

Na Produção

4. Para evitar perdas no processo produtivo, é necessário planejamento. Faça uma planilha simples para identificar quais são os produtos que têm mais saída em cada dia da semana e período. Isso o auxiliará a planejar a quantidade de produtos pré-preparados, evitando possíveis desperdícios.

5. O planejamento do cardápio é estratégico para o seu negócio. Foque em itens que satisfaçam as expectativas do seu cliente, evitando um cardápio muito extenso, que não agrega valor e resulta em estoque desnecessário. Ao planejar o cardápio, escolha ingredientes com custo mais baixo e de alto valor agregado, como frutas e verduras locais e da estação.

6. Cascas, sementes e talos de alimentos saudáveis também é uma boa alternativa, pois possibilitam variações no cardápio. Consulte a RDC nº 216/2004 da Anvisa, que trata da manipulação, do preparo, do armazenamento e da venda de alimentos de forma adequada, higiênica e segura.

 

Custo de Delivery

7. Oferecer a opção delivery significa um aumento no volume de vendas. Seu restaurante aumentou, mas não fisicamente. Ou seja, seu salão continuará do mesmo tamanho, mas a cozinha deverá trabalhar para atender também aos pedidos de delivery.

8. Para enviar os alimentos, é preciso que todos estejam embalados individualmente em pacotes que mantenham a temperatura e também a integridade do alimento. Não há nada pior do que pedir comida em casa (ou onde estiver), e ela chegar fria.

Armazenamento

9. Se não utilizar todo o ingrediente, armazene-o em recipientes limpos e identificados com o nome, a data de retirada da embalagem original e o prazo de validade após a abertura.

10. Use alimentos congelados por porções. Armazene imediatamente os produtos congelados e refrigerados e depois os produtos não perecíveis.

11. Se seu negócio envolve o transporte de alimentos prontos ou semiprontos, o cuidado deve ser redobrado. Para evitar perdas, armazene o alimento em vasilhames bem fechados e identificados com nome, data do preparo e prazo de validade. Se o transporte for demorado, o alimento deve ser mantido em caixas térmicas apropriadas. O veículo utilizado no transporte deve ter cobertura e estar limpo. Não transporte em hipótese alguma  alimentos com produtos de limpeza ou tóxicos.

Para entender melhor o custo do motoboy, fale com um de nossos especialistas: entregas.rapiddo.com.br/.

Deixe uma resposta